Engenharia de Transportes

Período: noturno
Vagas: 55
Integralização: 11 semestres

Engenharia de Transportes

Campo de atuação profissional

Sendo um engenheiro pleno, o Engenheiro de Transportes pode atuar em atividades de planejamento, infraestrutura dos sistemas de transportes, geotecnia, projeto de construção de vias e rodovias dentre outras áreas de atuação.

Os sistemas de transportes podem ser considerados como os recursos que permitem o deslocamento das pessoas e das cargas entre pontos de interesse. Eles são sistemas complexos que se relacionam com todas as áreas e infraestruturas da sociedade contemporânea. A Engenharia de Transportes é uma modalidade nova no Brasil, porém, reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA) e pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O egresso forma-se como Engenheiro de Transportes e recebe atribuições do CONFEA para atuar nos diferentes modais de transportes: aeroviário, marítimo, dutoviário e terrestre. Particularmente o curso de Engenharia de Transportes da UNICAMP é um curso de 3720 horas, com duração de 11 semestres e com um projeto pedagógico estruturado para formar de maneira sólida um profissional com conhecimento generalizado em todos esses modais e preparado para atuar de forma especializada no modal terrestre que abriga os sistemas de transporte rodoviário e os sistemas de transporte ferroviário, tanto de carga como de passageiros. O projeto pedagógico deste curso está organizado para transferir aos alunos uma sólida formação nas áreas de Mecânica dos Solos; Projeto e Construção e Manutenção de Vias; Análise, Monitoramento e Gerenciamento do Fluxo de Veículos; Planejamento de Terminais Urbanos; Estudos Logísticos sobre a Demanda de Transportes; Modelagem Econômica dos Transportes e Engenharia de Tráfego. A complexidade dos sistemas de Transportes requer que o profissional tenha conhecimentos sólidos para atuar adequadamente nessa área e a UNICAMP tem condições de oferecê-los.

 

A Faculdade de Tecnologia (FT)

A FT possui uma adequada infraestrutura voltada para o curso de Transportes, constituída de Laboratórios, como: de Solos e Pavimentação, de Materiais de Construção e de Topografia Informatizada, além de uma biblioteca atualizada e interligada às demais 29 bibliotecas da UNICAMP que integram o SBU. Seu corpo docente é constitui de professores pesquisadores com formação mínima de mestre e doutor.

Além dos cursos tecnológicos e de engenharia, a FT possui também o seu Programa de Pós-Graduação stricto sensu que oferece disciplinas para a formação de Mestres e Doutores em área interdisciplinar.

As atividades de extensão desenvolvidas na FT envolvem convênios com entidades públicas e particulares que possibilitam a integração do aluno com a comunidade e o com o mercado de trabalho.

 

Áreas de Atuação do Engenheiro de Transportes

A busca por alternativas de transportes que sejam cada vez mais eficientes e sustentáveis torna o profissional da área de transportes uma peça indispensável para a sociedade moderna. O Engenheiro de Transportes é o profissional que auxilia nessa demanda porque faz a escolha, planejamento, construção, operação e manutenção dos sistemas de transportes. Sendo assim, esse profissional acaba tendo impacto positivo na sociedade no que diz respeito às suas necessidades de mobilidade. Ele age para promover o bem-estar social, assim como auxilia na escolha dos meios de transportes mais adequados, com o menor impacto do ponto de vista ambiental, buscando a redução significativa da poluição atmosférica e sonora provenientes dos meios de transportes.

O Engenheiro de Transportes pode atuar como um profissional autônomo, possuindo a sua própria empresa ou em empresas do ramo de transportes nas atividades autorizadas pelo CONFEA. Na área pública ele pode atuar como funcionário de autarquias que legislam e gerenciam os transportes, tanto em nível federal, estadual ou municipal.

 

Linhas de Pesquisa da Engenharia de Transportes

A Engenharia de Transportes atua internacionalmente nas atividades de pesquisa de: Tecnologias de Monitoramento de Tráfego e Técnicas de Análise de Dados; Modelagem de Tráfego; Planejamento de Transportes e técnicas de previsão de demanda para pessoas e mercadorias; Segurança de Trânsito; Transporte de material perigoso e Análise de Risco; Sistemas de gestão de infraestrutura para instalações de transportes; Gerenciamento de demanda de viagens; o que pode interessar ao egresso que pretenda continuar a sua vida acadêmica e participar da área de pesquisa.